Morar em Sobradinho é bom?

Morar em Sobradinho é bom?

Por meio da Lei nº 4.545, de 10 de dezembro de 196, foi criada a 5º Região Administrativa do Distrito Federal, o Sobradinho. E, através do Decreto nº 11.921, foram fixados os limites da região.

No entanto, Sobradinho foi fundado em 13 de maio de 1960. O local foi destinado ao abrigo da população que vivia nos acampamentos de empreiteiras localizadas na Vila Amauri, no Bananal e nas invasões próximas à Vila Planalto, que foram inundadas pelas águas do Lago Paranoá. Os funcionários da Novacap e do Banco do Brasil que vieram para a implantação da Nova Capital também foram morar na região.

Ainda nos anos 60, cerca de 30 famílias foram transferidas para a cidade todos os dias. No final de 1960, o local contava com mais de 8 mil família. E, mais tarde, a área reunia também moradores que compraram lotes regularizados.

Veja abaixo algumas informações que separamos para você saber como é morar em Sobradinho.

O que você irá ver neste texto


Caracterização da População Urbana

Segundo a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios – PDAD, realizada em 2015, a RA V possui 68.551 habitantes, sendo 54,55% mulheres e 45,45% homens.

A maior parte da população possui entre 40 e 59 anos (25,71%) e, em seguida, o grupo dos que possuem de 25 a 39 anos representa 23,40% da população. Em relação ao estado civil dos moradores, 57,53% são casados ou estão em união estável.



Migração

Mesmo com o grande fluxo migratório durante a construção da Capital, o número de imigrantes é menor do que os de nascidos na região, representando 47,19%. O estado mais representativo na região é Minas Gerais.

Dentre os motivos da mudança, 58,40% do imigrantes vieram acompanhar parentes. Já 23,75% chegou à procura de trabalho, seguido dos que chegaram na região pela transferência de trabalho.



Características dos Domicílios

A RA V possui 20.909 domicílios urbanos e, considerando o número de habitantes (68.551), a média de moradores por domicílio é de 3,28.

São 15.771 casas e 4.749 apartamentos. Já no Portal DF Imóveis, estão disponíveis 352 imóveis para venda e 39 para aluguel. Confira!



Tempo de Moradia

A maior parte dos moradores de Sobradinho moram há 25 ou mais na região (45,19%). E, ainda, 22,66% da população morou anteriormente em outra RA.



Instrução e Trabalho

O Índice de Desenvolvimento Humano na 5º região administrativa é considerado muito elevado, com 0,837, sendo o 10º maior IDH do Distrito Federal. A taxa de alfabetização chega aos 98,17%.

A maior parte da população possui Ensino Fundamental Incompleto (29,26%) e Ensino Médio Completo (23,36%). Contudo, 72,68% da população não estuda. Dentre os que estudam, 17,78% estuda em instituições públicas, e 9,46% em escolas particulares.

Em relação ao trabalho, 44,90% possui atividade remunerada. Enquanto isso, 15,81% dos habitantes são aposentados e 1,65% não possui atividade remunerada. Além disso, 33,54% trabalha no Comércio.



Renda Familiar e  Renda Per Capita

A renda familiar média da RA XVI é de R$ 5.586,77, enquanto a renda per capita média alcança o valor de R$ 1.775,79.



Educação

A região conta com 4 Centros de Educação Infantil, 4 Centros de Ensino Fundamental, 1 Centro de Ensino Médio, 3 Centros Educacionais, 12 Escolas Classes e 1 Centro Interescolar de Línguas.



Transporte

Apesar de não possuir estações de metrô, a RA possui cerca de 53 linhas de ônibus disponíveis. Além do mais, 46,86% utilizam o meio de transporte para se locomover, enquanto 24,47% utilizam automóvel.



Saúde

Além do Hospital Regional de Sobradinho, a região possui 3 Centros de Saúde, 1 Clínica da Família, 1 Unidade de Pronto Atendimento, 2 Centros de Atenção Psicossocial e 6 Unidades Básicas de Saúde.



Segurança

Em Sobradinho, há o 13º e a 35º Delegacia de Polícia, além da Delegacia Regional do Trabalho.



Cultura e Lazer

As trilhas presentes na região são um grande atrativo. Uma delas, a Rebas, possui 29 km e, ainda, conta com um acesso para cicloturismo.

E, ainda, o Centro de Tradições Populares, o Centro de Desenvolvimento Social, a Galeria de Arte Vincent Van Gogh e o Polo de Cinema e Vídeo Grande Otelo compõem a extensão cultural de Sobradinho.

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *