• 1 de março de 2024
  • Last Update 1 de março de 2024

Quer dividir apartamento com amigos? Confira 5 dicas para manter a paz e a organização

Compartilhar um apartamento com amigos tem se tornado uma escolha popular para muitas pessoas, visando dividir as despesas e economizar em moradia. Além de proporcionar economia, essa experiência oferece a oportunidade única de criar memórias incríveis junto aos amigos.

Mesmo a Geração Z, apesar de sua juventude, já está tomando decisões significativas, como alugar casas ou apartamentos. Surpreendentemente, para 39% daqueles que buscam imóveis para alugar, a motivação principal é viver sozinho, revelando a crescente demanda por independência e privacidade.

Porém, é importante destacar que a opção de dividir um aluguel traz consigo desafios e responsabilidades que demandam organização e comunicação eficazes.

Para ajudar você a desfrutar de uma convivência harmoniosa ao compartilhar um espaço com amigos, trouxemos dicas infalíveis que irão tornar essa jornada ainda mais agradável. 

Continue a leitura!

1 – Defina acordos claros desde o início

Antes de efetivamente se mudar para o apartamento, é crucial realizar uma conversa franca com seus amigos. Abordem questões de suma importância, tais como a divisão de despesas, responsabilidades de limpeza, uso dos espaços compartilhados e estabelecimento de regras básicas de convivência. Ao estabelecer acordos transparentes desde o início, vocês evitam futuros mal-entendidos e constroem uma base sólida para uma convivência harmoniosa.

O primeiro passo é dialogar sobre regras e hábitos. Afinal, para compartilhar um apartamento de forma bem-sucedida, é necessário fazer uso do bom senso, sendo que a comunicação desempenha um papel fundamental. Estabeleçam juntos as normas de convivência. A organização é uma valiosa aliada nesse processo.

Leia também: Saiba tudo sobre como liberar FGTS para compra de imóvel

2 – Crie uma agenda de tarefas domésticas

Ninguém deseja ser sobrecarregado com todas as tarefas domésticas, certo? Para prevenir conflitos e assegurar que todos contribuam de forma justa, estabeleçam um cronograma de responsabilidades. Distribuam as tarefas relacionadas à limpeza, organização e até mesmo às compras de supermercado de maneira equitativa. Dessa maneira, todos assumem sua parcela de responsabilidade, mantendo a casa sempre em ordem.

Geralmente, as regras que costumam funcionar e evitar desentendimentos estão relacionadas à organização. Como a regra básica ‘quem sujou, limpa. Embora cada residência tenha suas próprias diretrizes, algumas práticas são amplamente adotadas em moradias compartilhadas e são boas sugestões para aqueles que estão pensando em dividir um apartamento, como: se sujou, tem que limpar; se bagunçou, tem que arrumar; cada dia um fica responsável por recolher o lixo; tarefas pesadas, como lavar banheiro, precisa de cronograma.

3 – Respeite o espaço e a individualidade de cada um

Compartilhar o mesmo teto com amigos não implica necessariamente na obrigação de estarem sempre juntos. É crucial honrar o espaço pessoal de cada um. Assegure-se de que todos desfrutem de momentos de privacidade e serenidade, levando em conta horários de estudo, trabalho e descanso. Ao estabelecer limites saudáveis, vocês não apenas fortalecem a amizade, mas também evitam conflitos desnecessários.

É fundamental que cada pessoa esteja consciente de seus próprios limites e da maneira como geralmente vive e mantém o lar. Com essa compreensão, torna-se mais simples identificar áreas que podem ser potenciais fontes de conflito. Além de respeitar o espaço, é de suma importância também considerar o sono dos amigos com quem você compartilha a casa ou apartamento. Os horários de repouso são sagrados, e é essencial que todos os companheiros de moradia estejam cientes disso e levem isso em consideração.

4 – Tem que dividir as contas!

Optar por dividir o aluguel com amigos pode ser uma excelente maneira de economizar e desfrutar da companhia mútua. Entretanto, é fundamental estabelecer, desde o início, regras claras para as despesas fixas relacionadas ao imóvel. Manter a organização financeira é um hábito saudável e essencial, especialmente quando se trata de compartilhar um espaço com amigos.

A divisão das contas fixas, como aluguel e condomínio, deve ser equitativa. Isso deve ser acordado no início, pois a organização se torna um hábito, um estilo de vida necessário ao compartilhar o mesmo espaço com alguém. Além disso, as despesas ligadas à moradia vão além dos valores de aluguel e condomínio, abrangendo também contas de energia, água, gás, internet, entre outras.

Quando acordadas previamente, todas essas despesas podem ser distribuídas de forma justa entre os amigos que compartilham o apartamento.

Você também pode se interessar: Registro Imobiliário Patrimonial: o que é e como obter o número RIP do seu imóvel

5 – Móveis e decoração

É recomendável manter a neutralidade na decoração dos espaços comuns. Entretanto, nos quartos, que representam o espaço exclusivo de cada morador, é possível ousar mais na decoração, refletindo a identidade de cada pessoa. Além disso, é fundamental buscar uma divisão justa do espaço, a menos que um dos moradores necessite significativamente de menos espaço e concorde com uma divisão alternativa.

Planejar a mudança e determinar o que precisa ser armazenado em cada espaço facilita a divisão e a escolha dos móveis. Se um dos moradores tem uma coleção extensa de livros, pode ser uma boa ideia considerar uma estante ou prateleiras para a sala, por exemplo.

Viver com amigos pode ser uma experiência enriquecedora e divertida, desde que haja organização, comunicação e respeito mútuo. Estejam abertos e dispostos a ouvir uns aos outros, expressando opiniões e sentimentos de maneira respeitosa. Lembre-se de que a colaboração e o diálogo contínuo são essenciais para o sucesso. Aproveite ao máximo esse período e crie memórias inesquecíveis!

Em busca do imóvel perfeito para morar com amigos? 

A DF Imóveis está aqui para auxiliar você na sua busca! Acesse nosso portal ou faça o download do nosso app. Utilize filtros, como faixa de preço, área, número de quartos, entre outros, para descobrir o imóvel perfeito para este momento tão significativo em sua vida!

Related Articles