Morar no Lago Sul é bom?

Morar no Lago Sul é bom?

O Lago Sul, conhecido também como a 16º Região Administrativa do Distrito Federal, foi criada em 10 de janeiro de 1994, pela Lei nº 643/94 e regulamentada pelo Decreto nº 15.515/94. O núcleo urbano surgiu com a construção de residências destinadas aos diretores da Companhia Urbanizadora da Nova Capital – Novacap. Já o nome da região, deriva de sua posição geográfica, que fica à margem sul do Lago Paranoá.

A região administrativa se divide entre os Setores de Habitação Individual Sul, com as quadras do lago (QL) e quadras internas (QI), Mansões Urbanas Dom Bosco e Estaleiros, Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, Base Aérea de Brasília e o Campo Experimental Água Limpa da Universidade de Brasília, além dos condomínios que surgiram ao longo dos últimos anos.

Além disso, o Lago Sul se interliga ao Plano Piloto por meio das pontes Costa e Silva e das Garças – com saída para a Asa Sul; e, ainda, pela Ponte JK, com saída para a Asa Norte – e um dos principais cartões-postais da Capital.

A localização da região é uma das diversas características que garantem a qualidade de vida de quem mora no Lago Sul. Além da proximidade com o Plano Piloto, a região abriga o Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek.

Com isso, a RA XVI possui o IDH considerado muito elevado, de 0,955. O resultado é decorrente de toda a estrutura que o Lago Sul oferece aos moradores, com opções de educação, saúde e lazer, por exemplo.

Veja abaixo algumas informações que separamos para você saber como é morar no Lago Sul.

O que você irá ver neste Texto


Caracterização da População Urbana

Segundo a última Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD), realizada em 2016, o Lago Sul possui 29.346 habitantes. Deste número, 51,68% representa as mulheres, e 48,32% os homens.

A maior parte da população possui 65 anos ou mais (26,58%). Em seguida, o grupo dos que possuem entre 40 e 59 anos representam 28,66% da população. Além do mais, 57,53% dos moradores são casados ou estão em união estável. Já 31,99% representa a parcela dos solteiros da região.



Migração

Os imigrantes na região representam 65,65% da população, e o estado de origem da maioria é Minas Gerais. Dentre os motivos de mudança, o principal é acompanhar parentes (58,40%), seguido pela procura de trabalho, que representa 23,75%.



Características dos Domicílios

O Lago Sul possui cerca de 9.491 domicílios urbanos e, considerando o número de habitantes (29.346), a média de moradores por domicílio é de 3,09. São 9.377 casas e 38 apartamentos presentes na região.

No Portal DF Imóveis, estão disponíveis 666 casas e apartamentos à venda e 164 para alugar. Conheça.



Tempo de Moradia

A maior parte dos habitantes da RA XVI mora na região há 25 ou mais (32,81%). E, ainda, 71,09% da população morou anteriormente outra RA.



Instrução e Trabalho

O índice de instrução no Lago Sul é alto – como mencionado anteriormente, o IDH da região chega aos 0,955. A taxa de alfabetização chega aos 99,81%, e 58,10% da população possui Ensino Superior Completo.

No entanto, 83,12% dos habitantes não estudam. Dentre os que estudam, 12,03% frequenta escolas particulares, enquanto 4,85% estão em escolas públicas.

Em relação ao trabalho, 46,49% possuem atividade remunerada, 27,27% são aposentados e 11,25%, estudantes. Além disso, 22,46% dos trabalhadores atuam no setor de Administração Pública Federal.



Renda Familiar e Renda Per Capita

A renda familiar média da RA XVI é de R$ 23.591,00, enquanto a renda per capita alcança o valor de R$ 8.117,53.



Educação

O Lago Sul conta com 1 Centro Educacional da rede pública de ensino. Além disso, instituições como o Mackenzie, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Maria Imaculada, Escola das Nações, Sigma e Lycée Français François Mitterrand estão localizados na região.



Transporte

A região não possui estações de metrô. No entanto, há 14 linhas de ônibus disponíveis. Contudo, 90,41% da população utiliza automóvel para ir ao trabalho e, apenas 1,29% utiliza ônibus.



Saúde

Em relação à saúde, a RA XVI possui 1 Centro de Saúde da rede pública. Além disso, a região conta com o Hospital Brasília, Daher, Sírio Libanês e o Instituto de Cirurgia do Lago.



Segurança

Estão presentes no Lago Sul o 11º Grupamento de Bombeiros Militar, a 10º Delegacia de Polícia e o Batalhão Rio Branco, ambos na QI 11.



Cultura e Lazer

Um dos principais pontos turísticos da cidade, a Ermida Dom Bosco, está localizada no Lago Sul. Além disso, a região abriga o Jardim Botânico de Brasília e o Pontão do Lago Sul, que reúne diversos restaurantes, como o Bierfass, Fausto e Manoel, Soho e Mormaii.

A diversidade gastronômica da região também conta com restaurantes e bares como o Mangai, Coco Bambu, Dom Francisco, Na 15 e The Room.

Já na área da cultura, um dos principais locais para levar a família e os amigos é o Centro Cultural Banco do Brasil. O local conta com programações para todas as idades, desde brincadeiras e atividades culturais a grandes exposições que chegam na capital.

E claro, nas margens do Lago Paranoá é possível praticar diversas atividades, como o Stand Up Paddle e Windsurf, por exemplo; as atividades estão disponíveis no clube Katanka, localizado Clube das Nações.

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *