Morar em Samambaia é bom?

Morar em Samambaia é bom?

O local onde, atualmente, fica a Samambaia – 12º Região Administrativa do Distrito Federal, surgiu a partir das diretrizes do Plano Estrutural de Organização Territorial (PEOT), que estabeleceu a ampliação das áreas urbanas por conta do crescimento populacional acelerado do DF.

Assim, em 1988, 3.381 casas foram construídas e financiadas pelo Banco Nacional, designadas a famílias de baixa renda. Além do mais, entre 1989 e 1992, a região foi ocupada por um grande contingente populacional, consequente do grande fluxo migratório na época.

Com isso, o Governo do Distrito Federal (GDF) integrou a população da Samambaia sob o “Sistema de Concessão de Uso” em lotes semi urbanizados.

Dessa forma, em 25 de outubro de 1989, através da Lei nº 49/89, foi criada a RA XII – Samambaia. O nome, ainda, tem relação com o córrego que corta a região, onde é possível a planta “samambaia” em abundância.

Além do mais, o fluxo migratório na Samambaia foi intenso por conta do boom imobiliário, decorrente da construção das estações de metrô. Empreendimentos com condomínios e áreas de lazer completas, como o “Show de Morar” (Brookfield), em 2010, tornaram a região um destaque para o mercado.

Veja abaixo algumas informações que separamos para você saber como é morar em Samambaia.

O que você irá ver neste Texto


Caracterização da População Urbana

Segundo a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílio (PDAD), a Samambaia possui 254.439 habitantes. Do total, 51,13% são mulheres, e 48,87% são homens. Já a faixa etária predominante é de 25 a 39 anos de idade (30,07%).

Em relação ao estado civil, 57,51% dos moradores da Samambaia são casados ou estão em uma união estável. Os solteiros representam 33,16% da população. Em seguida, os divorciados e separados somam 5,92%.



Migração

Mesmo com o grande fluxo migratório, o número de imigrantes é menor do que o de nascidos na Samambaia, porém expressivo: 48,18%. E os principais estados de origem são Minas Gerais (14,31%), Piauí (12,80%) e Bahia (12,80%).

Já o principal motivo da mudança, assim como em outras RA’s, foi acompanhar parentes (53,37%). Seguidos pelos que chegaram na região à procura de trabalho, na qual somam 23,28%.



Características dos Domicílios

Existem 68.565 domicílios urbanos na Samambaia, e a média de moradores por domicílios representa 3,71. Deste número, são 61.217 casas e 6.658 apartamentos. No Portal DF Imóveis, você pode encontrar 962 imóveis para venda e 144 para alugar na Samambaia.



Tempo de Moradia

O número de moradores que residem na região entre 15 e 24 anos é predominante, e soma 31,49% da população. Outro grupo significativo é o dos que moram na região há 25 anos ou mais (20,60%). Além disso, 55,58% dos habitantes vieram de outra RA.



Instrução e Trabalho

O índice de instrução da região é baixo. A taxa de alfabetização chega aos 97,26%, mas a maior parte da população possui Ensino Fundamental Incompleto (35,08%).

O grupo dos moradores que não estudam representa 68,94%. Entretanto, 25,05% estudam em escola pública, e 5,80% em instituição privada.

Em relação ao trabalho, 49,89% possuem atividade remunerada. Enquanto isso, 3,63% não possuem atividade remunerada e 9,76% dos habitantes são aposentados. Os dois principais setores de atividade são o comércio (31,55%) e serviços gerais (29,70%).



Renda Familiar e Renda Per Capita

A renda familiar média da população da Samambaia é de R$ 3.368,49. Já a renda per capita chega aos R$ 914,61.



Educação

A RA XVII conta com 9 Centros de Ensino Fundamental, 2 Centros de Ensino Médio, 2 Centros Educacionais, 21 Escolas Classes e 2 Centros de Educação Infantil.



Transporte

O principal meio de transporte é o ônibus (46,86%), seguido pelo automóvel (24,47%). A região possui três estações de metrô – Furnas, Samambaia Sul e Terminal Samambaia, na qual 8,06% dos moradores utilizam como meio transporte para o trabalho. Além disso, a samambaia também conta com 78 linhas de ônibus.



Saúde

Para atender a população, a RA conta com o Hospital Regional da Samambaia, 4 Centros de Saúde, 4 Clínicas da Família, 1 Unidade de Pronto Atendimento (UPA), 2 Centros de Atenção Psicossocial e 3 Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Além disso, uma Policlínica da rede pública está em construção para atender a região administrativa.



Segurança

A região administrativa possui 2 Delegacias da Polícia Civil e 1 Batalhão da Polícia Militar.



Cultura e Lazer

Em novembro, foi inaugurado o Complexo Cultural de Samambaia. O espaço conta com um cine/teatro, espaço para a biblioteca de artes, 5 salas de oficinas e um galpão multiuso.

O local faz parte das ações coordenadas pelo “Lugar de Cultura”, programa criado pela Secretaria de Cultura, através da Lei Orgânica da Cultura (LOC).

A programação do complexo reúne atividades de capoeira, aulas de violão, ballet, pintura e várias outras atividades – todos os horários estão disponíveis no site da Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal. A entrada é gratuita e a classificação é livre.

Além do mais, está presente na região o conhecido Estádio Joaquim Domingos Roriz, também conhecido como Rorizão.

Em 2013, o local foi interditado pela Defesa Civil do Distrito Federal. E, após 4 anos, o estádio foi reaberto com a partida entre Samambaia e Botafogo-DF, na qual o time de Samambaia ganhou a partida.

Referências:

3 Replies to “Morar em Samambaia é bom?”

  1. I’m impressed, I have to admit. Rarely do I encounter a blog that’s equally educative and engaging, and without a doubt, you have hit the nail on the head.
    The issue is an issue that not enough men and women are speaking intelligently about.
    I am very happy that I stumbled across this during my hunt
    for something regarding this.

  2. I like the helpful information you provide in your articles.
    I will bookmark your blog and take a look at once more right here
    regularly. I’m fairly sure I’ll learn a lot of new stuff right here!
    Good luck for the following!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *