Igrejinha de Brasília e a promessa à Nossa Senhora de Fátima

Igrejinha de Brasília e a promessa à Nossa Senhora de Fátima

Localizada entre as quadras 307 e a 308 Sul em brasília a Igreja Nossa senhora de Fátima tem por trás de sua construção uma comovente história com final feliz envolvendo o então presidente Juscelino sua esposa Sarah Kubitschek e a filha Márcia.

Como carinhosamente é chamada a Igrejinha foi construída em 100 dias como cumprimento de uma promessa feita por dona Sarah Kubitschek em favor da completamente curada de uma tuberculose adquirida por sua filha Márcia. A igrejinha foi construída em devoção a Virgem de Fátima por te atendido aos pedidos da família

Placa Memorial anexada na construção

Dia 13 de Maio

Nossa senhora de Fátima foi homenageada com a primeira edificação do Plano Piloto; construída antes mesmo dos blocos das superquadras e ganhou muitos fieis ao longo dos anos que faziam e ainda fazem suas perces no local e celebram o dia 13 de maio, como dia de Nossa Senhora de Fátima lembrando sua aparição na mesma data em 1917 para as 3 crianças.

Construção e Decoração

A construção da Igrejinha foi um trabalho conjunto e cheio de significados e inspirador. Foi Projetada por Oscar Niemeyer com formato de um chapéu de freira. O projeto paisagístico foi desenvolvido por Burle Marx.

Já uma das suas principais características foi desenvolvida por Athos Bulcão. Portas e azulejos foram criados pelo artista. Os Azulejos se tornaram cartão postal da capital.

Curiosidade:

O conjunto de azulejos é formato pela Estrela da Natividade e a descida do Espírito Santo

A importância do mês de maio para o mundo

O mês conta com grandes acontecimentos de cunho espiritual pelo mundo como falamos um deles é a aparição de Nossa senhora de Fátima mas também para Budistas a comemoração do Vesak dia sagrado de nascimento e posterior iluminação de Buda durante a primeira lua cheia do mês de maio.

Também marca o mês a Abolição da escravatura por meio da Lei aurea assinada por Princesa Isabel em 1888. Data de Reflexão sobre a inclusão e o impacto dela na sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *