• 12 de agosto de 2022
  • Last Update 12 de agosto de 2022

Morar na Asa Norte é bom?

Morar na Asa Norte é estar em um pedaço do coração de Brasília. O sentido do nome é simples: Asa Norte porque denomina a área norte do Plano Piloto, região central da capital federal.

Assim, ao caminhar pelas quadras, é possível ver o projeto de Lúcio Costa materializado em cada metro da cidade. A harmonização entre cidade urbana e espaço verde.

A localidade abriga os principais órgãos e instituições que movimentam toda a capital. Além de ter uma das principais universidades do Brasil, a Universidade de Brasília (Unb).

Veja abaixo algumas informações que separamos para você saber como é morar na Asa Norte.

O que você irá ver neste texto


Caracterização da População Urbana

A parte norte do mapa de Brasília, concentra o maior número de habitantes no centro do Distrito Federal, 118.450 mil pessoas vivem na Asa Norte. Os números são da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (CODEPLAN), em pesquisa realizada em 2021. 

Os moradores da Asa Norte têm faixas de idade equilibradas, por exemplo, de 30 a 49 anos de idade os percentuais são bastante parecidos, e representam a maior parte da população.


Migração

A Asa Norte foi uma das primeiras regiões residenciais desde a construção da capital na década de 60. A grande parte dos moradores são imigrantes, principalmente das cidades de Minas Gerais, São Paulo e Goiás.

As razões pelas quais os habitantes se mudarem para a Asa Norte, estiveram respectivamente entre: Trabalho, Acompanhar parentes que se mudaram para Brasília e estudos.

Por ser uma das primeiras regiões do Distrito Federal, o tempo médio de moradia da RA é de 14,4 anos. Mas, novos moradores para região estão sendo agregados ao longo dos anos.

Dentro da população da Asa Norte, 64,3% dos entrevistados moraram anteriormente em outros estados.


Instrução

É umas das regiões nobres com o índice de instrução alto. A maioria tem ensino superior completo (73,9%) algum curso de especialização, mestrado ou doutorado. Grande parte advinda da Universidade de Brasília que está situada na localidade.

Majoritariamente, a população da Asa Norte não frequenta instituições de ensino. Os que ainda estudam somam 79,2% do público dentro das escolas de ensino público e privado da região na idade de 4 a 24 anos. E,  ainda, é quase unânime o grupo de estudantes da Asa Norte estudarem na própria região (

Majoritariamente, a população da Asa Norte não frequenta instituições de ensino. Os que ainda estudam somam 79,2% do público dentro das escolas de ensino público e privado da região na idade de 4 a 24 anos. E,  ainda, é quase unânime o grupo de estudantes da Asa Norte estudarem na própria região (98,8%) a fração restante se pulveriza em outras regiões administrativas.


Trabalho e Rendimento

Considerando o público da Asa Norte, 96,6% exerce alguma atividade de trabalho ou estudo. Já o restante dizem respeito ao publico que não possui nenhuma ocupação. A baixa porcentagem de desemprego, que chega a 3,4%.

Enquanto isso, no quesito ocupação do público da região, há destaques nos setores Outros serviços, Administração Pública, Comércio e Educação, saúde e serviços sociais

A Asa Norte Possuí uma População em Idade Ativa – PIA de 57% enquanto 43% faz parte da população economicamente inativa.

A maioria dos trabalhadores da Asa Norte exercem suas atividades dentro da região. Já o grupo menor é dividido por funcionários que se locomovem para outras cidades administrativas.  

Sendo o ônibus coletivo o principal meio de transporte público, apenas 22,2% da população utiliza-o. A grande maioria possui veículo próprio e usa-o diariamente para se locomover pela região, 80,4%

A Asa Norte é um dos setores mais nobres do Distrito Federal, possui alto padrão de vida e conforto aos moradores. A renda domiciliar da área chega a R$ 22.000 o equivalente a 20 salários mínimos. Enquanto a renda per capita dos moradores corresponde aproximadamente a R$ 7.964,86, ou seja, quase 8 salários mínimos.


Características dos Domicílios

Visto que a população da Asa Norte é de 118.450 mil habitantes e atualmente há quase 48.413 domicílios particulares, a média de moradores por moradia é de 2,45 pessoas.

A maioria das quadras residenciais da Asa Norte são compostas por habitações verticais, ou seja, apartamentos. Mas há quadras com residências horizontais (casas). Em contraste com os apartamentos e casas tradicionais, de 2 ou três quartos, há uma pequena parcela de quitinetes ou estúdios presentes nas quadras domiciliares.


Educação

A estrutura educacional da Asa Norte é completa. Tem instituições para todas as idades e níveis de ensino, tanto público quanto privada.

Dentre as instituições públicas presentes, encontram-se 7 centros de ensino fundamental, 1 centro educacional, 10 escolas classe, 1 escola especial e 5 jardins de infância. Além disso, unidades de ensino particular como Leonardo da Vinci, Marista e Objetivo se encontram na Asa norte.

Já no ensino superior público a região é o berço de uma das principais universidades do país, a Universidade de Brasília (UnB). São milhares de alunos que frequentam o espaço, realizando graduações, especializações, mestrados e doutorados. Assim como o Instituto Federal de Brasília, na qual proporciona cursos profissionalizantes e técnicos.


Há também as faculdades e centros universitários privados, entre eles o Centro Universitário de Brasília (UniCeub) e o Instituto de Ensino Superior de Brasília (IESB).


Transporte

Apesar do transporte metroviário não passar pela região norte do Plano Piloto. Por outro lado, os ônibus públicos funcionam bem na região. A frequência é boa, e os moradores não perdem muito tempo nos pontos de ônibus.


Segurança

No quesito segurança, a Asa Norte é uma das áreas mais seguras do Distrito Federal. O policiamento é ativo, tendo 2 delegacias de polícia, a sede e o depósito do DETRAN, o 4º Grupamento de Bombeiro Militar Asa Norte e a Delegacia da Criança e do Adolescente.


Saúde

Com 3 centros de saúde, o Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), o Hospital Universitário de Brasília e, ainda, o Setor Médico Hospitalar Norte, a Asa Norte possui uma das melhores estruturas para saúde do Distrito Federal, que atendem a população da região.

A região possui também diversas clínicas médicas e hospitais privados espalhadas pela a zona norte do Plano Piloto. Entre eles estão o Hospital Santa Lúcia Norte, o Hospital Santa Helena e o Hospital Nelson Piccolo.


Cultura e Lazer

A Asa Norte é considerada um dos principais palcos de entretenimento em Brasília, porque sua variedade de locais de recreação atrai públicos de todos os gostos. Tanto para quem quer ir a centros comerciais e restaurantes, ou pubs e bares, por exemplo. Além, é claro, da proximidade com os comércios da Asa Sul, Noroeste, e do Lago Sul e Norte também.

A área de lazer mais popular do lado norte do centro de Brasília é o Parque Olhos D’água. Centenas de moradores vão ao local para praticar exercícios físicos, caminhar e estar em contato com a natureza. O Parque possui estrutura para pista de cooper, trilhas internas, parquinho, circuito de exercícios físicos e a Praça da Vitalidade, além de ser espaço para aulas de meditação e atrações culturais aos domingos.

Por fim, deve-se mencionar também o eixão do lazer, durante os fins de semana. A avenida de trânsito mais movimentada da capital é fechada aos sábados e domingos para que os moradores possam aproveitar o espaço para andarem de bicicleta, skate e patins. Outras atividades, como caminhada e cooper, são praticadas pelos moradores nesses dias.  


Conclusão

Logo, morar na Asa Norte é ter conforto, qualidade de vida e segurança. O alto padrão da região oferece condições para viver na capital sem ter vontade de mudar. A localidade tem à disposição estruturas ótimas para saúde, segurança pública e educação. Além disso, quando se trata de diversão, a Asa Norte tem eventos e programações de todos os tipos e estilos.

Interessado em viver bem na Asa Norte? Acesse o nosso Portal DF Imóveis e conheça os imóveis disponíveis para você morar bem na capital federal.

Referência:

Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *