• 9 de agosto de 2022
  • Last Update 9 de agosto de 2022

Recursos do FGTS poderão ser utilizados para pagar até 12 parcelas atrasadas de financiamentos habitacionais

A medida aprovada pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço de execução temporária entra em vigor dia 2 de maio e valerá até 31 de Dezembro 2022. Beneficiando principalmente contratos mais antigos de financiamento. A medida poderá beneficiar 40 mil famílias segundo o Ministério do Trabalho

Anteriormente

Três eram o número de parcelas atrasadas que poderiam ser pagas com fundo do FGTS, justamente o número máximo de atraso que dava-se inicio ao processo de retomada do imóvel pelas instituições financeiras.

Até 12 Parcelas

A partir de 2 de maio, pessoas que possuem financiamentos com parcelas em atraso poderão quitar o dividas de até 12 parcelas com o saldo do FGTS. Além dos usos já praticados para compras ou a construção e amortização de parcelas de financiamentos imobiliários.

Para imóveis, quando o saque é permitido?

Pelas regras do FGTS, o uso de saldo para liquidação ou amortização extraordinária de saldo devedor de financiamento habitacional pode ser feita observado um intervalo mínimo de 2 anos entre cada movimentação e ainda respeitando o teto para imoveis avaliados em 1,5 milhão.

Como dever ser feita a solicitação

  1. Verifique o saldo de FGTS disponível; (Acesse: fgts.caixa.gov.br)
  2. Vá e encontro ao Banco que concedeu crédito para seu financiamento;
  3. Solicite uso do FGTS através de documento de autorização movimentação da conta vinculada ao FGTS para pagamento de parcelas em atraso;
  4. Atenda aos requisitos do banco solicitados

Related Articles