Morar no Cruzeiro é bom?

Morar no Cruzeiro é bom?

A 11º Região Administrativa, o Cruzeiro, nasceu com a chegada de funcionários vindos do Rio de Janeiro na Fazenda Bananal, nos anos 50, durante a construção de Brasília. Assim como o Plano Piloto, a região foi planejada a partir do projeto do urbanista Lúcio Costa.

O atual Cruzeiro Velho foi concebido como o Setor de Residências Econômicas Sul (SRES) e, depois, se tornou vizinho do Cruzeiro Novo, Área Octogonal Sul e o Setor de Habitações Coletivas Sudoeste (SHCSW), todos fazendo parte do Cruzeiro até então. Mas, atualmente, a RA é formada pelo Cruzeiro Novo e Velho.

Em 1992, a região foi tombada como Patrimônio Histórico e Artístico da Humanidade, pelo IPHAN – Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

A 8 quilômetros de Brasília, a região administrativa é uma das principais escolhas para quem trabalha no Plano Piloto. Além de estar próximo dos comércios do Sudoeste e da Octogonal (atual RA XXII), sua localização se torna privilegiada pela proximidade ao Parque da Cidade Sarah Kubitschek, ao Terraço Shopping, Casa Park e ParkShopping.

Veja abaixo algumas informações que separamos para você saber como é morar no Cruzeiro.

O que você irá ver neste texto:


Caracterização da População Urbana

A população da RA é composta por 33.539 habitantes, estimada para 2016. Com isso, 45,34% dos moradores são homens, enquanto 54,66% são mulheres.

O grupo dos que possuem entre 40 e 59 anos representa 26,8% da população da região, enquanto isso, 24,53% possui de 25 a 39 anos.  

Além do mais, em relação ao estado civil dos habitantes, o grupo predominante é o de casados, ou em união estável, que representam 42,27%. Seguido por eles, estão os solteiros (33,66%) e divorciados ou separados (4,38%).



Migração

A população possui um número maior de imigrantes (57,73%) do que de nascidos na região (42,27%). E mesmo com sua raiz carioca, os imigrantes que residem na RA são predominantes dos estados de Minas Gerais (14,36%), seguido pelo Rio de Janeiro (14,01%) e Goiás (11,64%).

E, ainda, o principal motivo da mudança dos habitantes foi acompanhar parentes, com 59,99%. Em seguida, a procura por trabalho representa 29,84% da população que se mudou para a RA.



Características dos Domicílios

O local possui cerca de 10.939 domicílios urbanos e, considerando o número de habitantes (33.539), a média de moradores por domicílios é de 3,07. No Portal DF Imóveis, estão disponíveis 159 casas e apartamentos para venda e 19 para aluguel.



Tempo de moradia

Assim como outras regiões administrativas mais tradicionais, a população reside há 25 anos ou mais no local (40,18%), número próximo ao Guará.



Instrução e trabalho

O índice de instrução na região administrativa é alto, na qual 27,49% da população possui ensino médio completo, e 28,02% possui ensino superior completo. Além disso, o índice de alfabetização chega aos 99,35%.

Na região administrativa 77,62% da população não estuda; dentre os estudam (22,38%), 10,25% frequenta escola particulares, enquanto 12,13% frequenta escolas públicas.

Em relação ao trabalho, 49,62% da população tem atividade remunerada, 13,75% são estudantes e 19,10% são aposentados. Além disso, dentre os que trabalham, 37,96% se encontra na área de Administração Pública Federal e Distrital.



Renda Familiar e Renda Per Capita

A RA XI possui a renda familiar média de R$ 7.797,00, enquanto a renda per capita alcança o valor de R$ 2.725,23.



Educação

O local possui um Jardim de Infância, 3 Escolas Classe, 2 Centros de Ensino Fundamental e 2 Centros Educacionais, com unidades no Cruzeiro Novo e Velho.



Transporte

Mesmo sem estações de metrô, a RA possui cerca de 34 linhas de ônibus disponíveis. No entanto, 60, 31% utilizam o próprio veículo para se locomover, enquanto 17,48% utilizam ônibus.



Saúde

A região administrativa possui dois Centros de Saúde, localizados no Cruzeiro Velho e Cruzeiro Novo.



Segurança

Na SRES – Setor de Residências Econômicas Sul, localizado no Cruzeiro Velho, se encontra a 3º Delegacia de Polícia.



Cultura e Lazer

Além da Biblioteca Pública do Cruzeiro, a Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro (ARUC) também integra as ações culturais na região, atuando na área de esportes e do carnaval brasiliense. O clube é o maior campeão dos desfiles de escolas de samba do Distrito Federal, além de possuir times de futebol, futsal, futebol de areia e handebol.

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *